Quem nunca pensou nos produtos da Apple como um objeto de desejo especial? Para muitos, é um sonho de consumo, e isso tem uma razão: a experiência do consumidor diante de um iPhone, um iMac e de toda a linha dessa marca icônica.

Quando Steve Jobs fundou a Apple, ele iniciou uma trajetória que revolucionou a vida das pessoas. Seu impacto foi definitivo, com inovações que influenciaram tudo o que está à nossa volta no que diz respeito à tecnologia — mesmo que você não esteja ciente disso. 

Ele mudou a forma como usamos o telefone, ouvimos música e assistimos a filmes. Assim, Jobs não representa apenas a Apple, mas toda uma geração de usuários que seguem a sua trilha de criatividade.

Seus produtos se tornaram ícones que combinam inovação, qualidade e estratégias de mercado cuidadosamente elaboradas. A seguir, apresentaremos 7 de suas inspiradas lições para colocar em prática para melhorar a experiência do consumidor!

Confira!

1. Inove e surpreenda sempre

Inovar é ficar atento às necessidades das pessoas, antecipar-se e surpreender ao oferecer o que elas não esperam. Jobs sabia fazer isso como ninguém havia feito antes. Ele acreditava, inclusive, que inovar é pouco: é preciso sonhar, colocar-se no lugar do usuário do iPhone, já insatisfeito com o produto, ansiando por mais que isso.

Essa atitude visionária mostrou-se não só eficiente, como extraordinária. Não é raro ver muitas marcas espelhando-se nas estratégias de Steve Jobs para criar ou reinventar produtos e serviços impactantes em qualquer setor.

A inovação é o que move o mundo em todos os aspectos. O melhor jeito de fazer algo inesquecível é atribuindo ao item uma qualidade única, que encante e passe a fazer parte da vida das pessoas. Quando essa qualidade se converte em necessidade, como a Apple conseguiu fazer com seus produtos, o sucesso é só o começo.

2. Foque na experiência do consumidor

O público consumidor está cada vez mais disposto a pagar mais por um atendimento de excelência. Empresas empenhadas em fornecer produtos ou serviços voltados à experiência de compra diferenciada, com maior praticidade e conforto, estão à frente das outras.

São alternativas muito mais atrativas, já que os produtos e serviços costumam ser muito parecidos em todos os lugares. Nesse sentido, a Apple é uma valiosa fonte de inspiração.

Essa gigante americana proporciona sempre aos seus usuários uma experiência agradável e elegante, desde a compra nas lojas até o momento de abrir o pacote. No setor de embalagens, as experiências criadas pela Apple são ótimas vitrines.

Por isso, pense diferente. Foque na criação de um mundo de sensações, valores e experiências adquiridas durante a compra do seu produto. Investigue o que o usuário sente ao manusear os seus produtos e, por meio disso, descubra o que precisa ser aperfeiçoado para encantá-lo.

3. Simplifique os seus processos

A simplicidade é uma qualidade facilitadora para tudo — o manuseio, as instruções de uso e até o acabamento do seu produto devem ser simples. Na Apple, as coisas seguem esse princípio e, à primeira vista, pode até parecer contraditório — pois seus produtos são bastante requintados e caros.

No entanto, é aí que está o “X” da questão: o requinte é justamente a simplicidade dos aparelhos da marca. O design é inovador em todos os aspectos, porém, enxuto, delicado e intuitivo. Se existe uma empresa que preza pelo “menos é mais”, é a Apple.

Lembre-se que, quanto mais informações o público tiver que administrar, mais rápido ele desistirá para procurar algo mais claro e direto. Aplique a filosofia da Apple e perceba como será mais fácil e eficaz criar compreensão e interação com o que ele precisa. Com isso, você conquista clientes e garante o seu lugar no mercado.

 4. Ofereça o melhor

Quando falamos em oferecer o melhor, não basta apenas aparentar — a Apple sempre esteve à frente da concorrência nesse quesito. Sua excelência vai desde o design impecável até o primor no funcionamento dos aparelhos, com suas interfaces intuitivas e surpreendentes.

A exemplo do trabalho de Steve Jobs, procure criar um grande produto ou serviço, algo que enalteça a sua marca e a faça brilhar mais que as outras. Ao pensar em uma estratégia imbatível, reflita sobre tudo o que pode ser explorado para levar diferencial ao seu trabalho.

Desenvolva além do produto ou serviço. Pense na forma de entrega, no relacionamento, na qualidade e na durabilidade dos materiais. Enfim, invista fundo em conceito e profissionalismo. Tudo deve ser alinhado e fluido.

5. Integre os canais de atendimento

A integração dos canais de atendimento é fundamental nos dias de hoje, uma vez que economiza tempo e encurta distâncias. A Apple inovou ao possibilitar a compra pela internet e ao permitir a retirada do produto na loja — além de oferecer as mesmas condições de atendimento e pagamento em ambiente físico e digital.

Da mesma forma, as lojas da marca mantêm diversos especialistas para ajudar os profissionais de TI à procura de equipamentos para trabalho e os usuários leigos.

O exemplo dessa empresa famosa e tão cobiçada demonstra que o atendimento qualificado e organizado pode agilizar processos e fidelizar a clientela. O nível de exigência do consumidor mudou e, por isso, é essencial que as empresas entendam o valor de uma estratégia que ofereça uma jornada de compra prazerosa.

Nesse novo cenário que o mercado apresenta, conhecer os hábitos de compra das pessoas e personalizar o atendimento são critérios vitais para garantir um relacionamento bem-sucedido com os clientes, impulsionando o sucesso do seu negócio.

6. Venda sonhos

O conceito criado por Steve Jobs foi ambicioso e perfeito o suficiente para transformar a marca em um sonho de consumo para incontáveis fãs dos seus produtos. Jobs reinventou equipamentos que já existiam, aperfeiçoou sua tecnologia e inventou uma ideologia que leva as pessoas a dizer que têm um iPhone, não um smartphone qualquer.

Esse tipo de coisa só existe no mundo do sonho, da idealização. Quando Jobs dizia que as pessoas não são consumidores, mas sonhadores com ambição, ele sabia com o que estava lidando, já que conquistou uma legião de seguidores ávidos por realizar seus desejos de consumo com os produtos da Apple.

É esse espírito que deve ser colocado em prática sempre que você quiser chegar até o coração do seu público-alvo. Ao conhecer bem os limites dos sonhos dos seus clientes será possível apresentar-se e conquistá-los oferecendo exatamente o que ele precisa e deseja.

7. Cative seus clientes

Ao encantar o seu público consumidor vendendo sonhos você já deu um grande passo. Porém, é preciso cativá-los por completo, evangelizá-los. Você sabe o que isso significa? Você deve fazer com que os clientes queiram vestir a camisa da sua marca de uma maneira que não a percebam mais como marca, mas como um estilo de vida, um ideal.

A Apple foi capaz de fazer isso, assim como o McDonald’s, a Coca-Cola e outras gigantes desse porte. Essas empresas comprovaram que a experiência do consumidor é mais importante que tudo. Se essa estratégia estiver bem balanceada com um produto de qualidade superior, ninguém será capaz de superar o seu sucesso.

E você, já foi fisgado por alguma empresa que soube como influenciar a sua preferência? Ajude as pessoas a compreender melhor essa ideia compartilhando este post nas suas redes sociais!