Uma das principais preocupação dos empreendedores é definir um design para embalagens que faça sentido para sua marca, criando as associações corretas entre produto e branding e contribuindo de forma positiva para os resultados da empresa.

Responsável por atrair e conquistar o cliente no ponto de venda, o design de um produto precisa ser atrativo e eficiente, uma vez que o consumidor leva apenas 15 segundos para fazer sua escolha entre todas as opções disponíveis na gôndola.

Além disso, uma pesquisa da multinacional Mead Westvaco diz que mais de 60% dos consumidores brasileiros são suscetíveis a novidades, experimentando produtos que apresentam um design atrativo no ponto de venda, mesmo que sejam de marcas desconhecidas. Isso mostra a possibilidade de ganhar mercado para pequenas empresas que não possuem um grande orçamento para alocar em branding.

Porém, a definição do melhor design não é simples; existem diversos erros que podem acontecer nesse processo e que comprometem o resultado da empresa. Para um embalagem eficiente, é preciso escolher os atributos que fazem sentido para o posicionamento da marca e que são atrativos para o público que ela quer atrair.

Pensando nisso, listamos 8 tendências de cores e design para embalagens que você pode usar para criar um produto inovador, eficiente e atrativo, melhorando os resultados do seu negócio! Confira:

1. Cores fortes e metalizadas

As cores da embalagem possuem um papel fundamental no desempenho que ela possui no ponto de venda. Elas servem como estímulo psicológico, transmitindo sentimentos diferentes nas pessoas, conforme indicam os estudos sobre psicologia das cores.

De modo geral, as empresas têm investido cada vez mais em cores vibrantes e fortes, uma vez que elas chamam mais atenção e aumentam as chances de o produto ser percebido na gôndola. Além disso, com o crescente uso do meio on-line para divulgar produtos, essas cores ficam mais atrativas, possuindo o mesmo propósito nesse ambiente.

O efeito metálico também é tendência para as empresas que querem chamar a atenção e, ao mesmo tempo, transmitir sofisticação para seus produtos. Dependendo da cor aplicada, é possível abordar diferentes públicos, o que torna esse efeito muito atrativo.

2. Verde e material reciclado

Existe uma tendência no comportamento dos consumidores, mostrando que eles estão mais conscientes e exigentes em relação à qualidade dos produtos e responsabilidade ambiental das marcas que consomem. Alguns estudos indicam que 60% das pessoas estão dispostas a pagar mais por produtos sustentáveis, o que evidencia a importância dessa prática.

A adoção desse modelo de negócio na empresa pode ser colocada na própria embalagem, usando material reciclado em seus produtos, uma paleta de cores mais natural com tons de marrom e verde ou simplesmente pela indicação da sustentabilidade da empresa em alguma descrição na embalagem.​

3. Tons pastéis 

Os tons pastéis têm ganhado cada vez mais o mercado. Caracterizados como uma paleta de cores femininas, calmas e tranquilizantes, esses tons serão foco de muitas empresas que querem usar esses atributos em suas marcas.

Ideal para produtos que focam em leveza e querem transmitir, de forma calma e gentil, mais sinceridade e calor. O uso desses tons é constantemente visto em lojas femininas e de produtos para bebês, por exemplo. Entretanto, podem ser usados para outras estratégias e apresentam um ótima chance de destacar produtos de maneira diferenciada.

4. A cor de 2018: Ultra Violet

Todo ano, em dezembro, a Pantone, principal consultoria e referência de cores no mundo, escolhe a cor que será destaque na moda, design e humor cultural no mundo. Em 2018, será o ultra violet — ou ultravioleta, em português.

Essa cor representa:

  • tendências avançadas;
  • destaque;
  • originalidade;
  • engenhosidade;
  • pensamento visionário.

Dessa forma, se a sua empresa quer ser associada a alguma dessas características, pode usar essa cor no design de embalagens.

A Pantone ainda oferece dicas e orientações para usar essa cor de forma mais prática, aplicando não só do design de produtos, mas também em outros elementos da comunicação do seu negócio.

5. Design simples e minimalista

Passando das cores para o estilo da embalagem, começamos com uma tendência que já foi muito usada em 2017 e que deve continuar por muito tempo: o design simples e minimalista.

A frase “menos é mais” nunca fez tanto sentido no que se refere ao design de embalagens que usam esse conceito. A ideia por trás de uma embalagem simples é justamente ressaltar o produto e dar mais chance de atenção àqueles itens que realmente importam.

O desafio de usar essa estratégia é identificar os símbolos e sinais relevantes que passam exatamente a mensagem que a marca quer, sem ser explícito. Para isso, é fundamental conhecer bem o público-alvo e ter um profissional de design experiente na equipe.

6. Palavras grandes e tipografias diferentes

Seguindo a onda do minimalismo, as empresas que adotam essa estratégia, normalmente, investem na tipografia como um dos elementos centrais de sua embalagem.

As mensagens curtas, com palavras grandes, fáceis de compreender e diferenciadas em formato, captam a atenção do consumidor de forma mais fácil. O ideal é fazer uma combinação com cores vibrantes e fortes, realçando esse elemento do design da embalagem.​

7. Embalagens com narrativa

Outro modelo de embalagens que vêm ganhando o mercado são as que apresentam narrativa, ou seja, que contam uma história. Essa é uma ótima estratégia para transmitir emoções mais profundas nos clientes, aumentando a conexão entre eles e a marca.

Para isso, é possível usar ilustrações, fotografia ou outros elementos que passam uma mensagem maior do que apenas a funcionalidade do produto. Além disso, é necessário utilizar objetos que são importantes e interessantes para os clientes.

8. Design Social

Por fim, uma tendência que veio para ficar nas embalagens é a estratégia de incluir aspectos que incentivam a interação entre a marca, o produto e as redes sociais. O objetivo não é ter uma embalagem extremamente criativa, mas interessante e envolvente.

A Coca-Cola é um exemplo de marca que usa essa estratégia em suas embalagens, como o lançamento das latas com nomes, que levou milhares de consumidores as gôndolas em buscas de uma lata “personalizada“.

Além disso, o instinto natural dos consumidores, cada vez mais conectados, é compartilhar esses produtos em suas redes sociais. Isso aumenta o alcance das marcas, trazendo mais vendas e publicidade espontânea, o que torna essa estratégia muito inteligente.

Essas são as principais tendências que podem ser usadas no design das embalagens de seus produtos, aumentando as chances de conquistar os consumidores no ponto de venda e, também, no meio on-line. Lembre-se de sempre pensar no público antes de fazer suas modificações, usando elementos que são atrativos para ele.

Agora que você já conhece as tendência de cores e design para embalagens para 2018, confira como definir uma embalagem que tenha a cara da sua marca!