Quando se trata da saúde financeira dos negócios, o adiantamento de recebíveis costuma ser uma solução rápida e simples para as empresas na atualidade.

Entretanto, muitos empreendedores ainda desconhecem as vantagens e os riscos dessa prática e não sabem como ela pode ser feita de maneira segura.

Por isso, preparamos um artigo especial para esclarecer todas as dúvidas sobre adiantamento de recebíveis. Confira e otimize os processos da sua empresa!

O que é o adiantamento de recebíveis e como ele funciona?

Entre as operações de gestão financeira, o adiantamento de recebíveis é uma linha de crédito procurada pelos empresários por ser uma das formas mais simples e rápidas de se obter capital de giro junto aos bancos.

Trata-se da transformação das vendas a vencer no cartão de crédito, dos cheques pré-datados ou das duplicatas de venda a prazo em dinheiro, antecipando o recebimento para a empresa.

Dessa forma, é possível adquirir recursos extras para cobrir defasagens no caixa, investir em algum setor da empresa ou efetuar pagamentos devido às despesas não planejadas.

O repasse é feito de forma imediata e à vista. Assim, a empresa recebe, no momento em que solicita o adiantamento de recebíveis, um recurso que já é seu, mas que só seria incorporado ao caixa futuramente.

Para fazer essa antecipação, o banco cobra o Imposto sobre Operações de Crédito, Câmbio e Seguros (IOF), as despesas financeiras e bancárias e os juros referentes ao intervalo entre a solicitação do adiantamento de recebíveis e o vencimento das vendas a prazo.

Entretanto, as taxas cobradas no adiantamento de recebíveis costumam ser bem menores que os valores praticados em outras modalidades de crédito, como o rotativo do cartão de crédito ou o cheque especial da conta corrente.

Esta é uma das vantagens do adiantamento de recebíveis e precisa ser analisada juntamente com os riscos dessa operação antes de uma empresa concretizar a opção por essa modalidade de crédito.

Quais são os benefícios e os riscos?

Para as empresas, a principal vantagem do adiantamento de recebíveis é não se tratar da contratação de um empréstimo, que comprometeria o fluxo de caixa com uma retirada para pagamento das parcelas mensalmente.

Na verdade, a empresa está usando recursos que são seus, mas que só estariam disponíveis futuramente. Por isso, as taxas do adiantamento de recebíveis são mais baixas em comparação com outros empréstimos disponíveis no mercado.

Além das taxas mais acessíveis, os negócios podem ser beneficiados pela facilidade de acesso e pela agilidade no recebimento dos valores solicitados, o que evita prejuízos a curto e médio prazo.

Porém, os empreendedores devem ficar atentos aos riscos dessa operação, sobretudo no que diz respeito a fazer dela uma prática recorrente. A falta de planejamento financeiro poderá resultar em prejuízo nos lucros.

Sem uma pesquisa comparativa entre as taxas, o empreendedor corre o risco de perder as vantagens de outras linhas de créditos, que podem ter cobranças menores em determinados períodos.

Por fim, essa modalidade de crédito pode colocar a empresa no vermelho, caso não seja feita uma projeção eficiente do fluxo de caixa para verificar a possibilidade de os valores antecipados gerarem déficits no futuro.

Assim, para garantir os benefícios e eliminar os riscos do adiantamento de recebíveis, é preciso tomar alguns cuidados importantes, como explicaremos agora.

Como fazer do adiantamento de recebíveis uma vantagem para o negócio?

Para que o negócio possa aproveitar todas as vantagens possíveis, o primeiro cuidado é avaliar quanto os recursos provenientes do adiantamento de recebíveis são realmente essenciais para o negócio.

Muitas vezes, a redução de gastos pode ser uma alternativa bastante viável para manter o capital de giro e evitar a antecipação de crédito.

Por outro lado, o adiantamento de recebíveis costuma ser uma ótima saída para quitar as dívidas do cheque especial e de outras operações que resultariam em gastos maiores em determinado período.

Exemplos de gastos que podem ser liquidados com o adiantamento são a inadimplência dos clientes, o atraso na entrega de compras e o pagamento do 13º salário dos funcionários.

No entanto, uma pergunta importante a ser feita antes da opção pelo adiantamento de recebíveis é a seguinte: sua empresa poderá otimizar os resultados e garantir a compensação dos valores antecipados na forma de crédito?

Dessa forma, é preciso fazer uma análise comparativa entre as taxas cobradas por todas as linhas de crédito disponíveis para a empresa e escolher aquela que se mostre mais vantajosa de forma imediata e, também, com o passar do tempo.

Nesse sentido, o adiantamento de recebíveis, assim como qualquer outra linha de crédito a ser contratada pela empresa, deve ser feito de forma planejada, inserido em uma das estratégias de gestão do negócio.

Caso contrário, por forçar a empresa a vender mais para cobrir os valores já recebidos, essa operação pode se tornar uma prática recorrente e comprometer o crescimento do negócio de forma definitiva.

Por isso, vamos explicar o que deve ser feito para evitar problemas com o adiantamento de recebíveis e com o planejamento financeiro do seu negócio de forma geral.

Como evitar problemas?

Uma das formas mais eficientes de se evitar problemas devido ao adiantamento de recebíveis é fazer o acompanhamento sistemático das variações de mercado relativas à sazonalidade.

Dessa forma, é possível estabelecer uma programação considerando os momentos em que o faturamento fica comprometido (recessão, falta de insumos) e, também, os intervalos em que o volume de vendas aumenta (datas comemorativas como Natal e Dia das Mães, por exemplo).

Com base nessa análise, a empresa pode solicitar a antecipação do crédito exatamente nos períodos mais vantajosos.

A partir do momento em que o adiantamento de recebíveis faz parte de uma estratégia dentro do planejamento financeiro das empresas, é possível evitar complicações e recorrer a esta operação sem correr riscos.

Assim, fica claro que o adiantamento de recebíveis é uma alternativa possível para garantir capital de giro. Porém, essa operação não substitui ou fluxo de caixa eficiente como melhor maneira de garantir a saúde financeira dos negócios.

De fato, o entendimento da gestão financeira a partir de uma visão estratégica permite que as empresas aproveitem as oportunidades de crescimento oferecidas pelo mercado. Isso leva à construção de vantagens competitivas importantes, que promovem a fidelização de clientes e a conquista de um lugar de destaque perante à concorrência.

Quer saber mais sobre o adiantamento de recebíveis ou esclarecer outras dúvidas sobre planejamento financeiro e gestão de negócios? Deixe suas perguntas nos comentários!