Você sempre desejou ser o seu próprio chefe, trabalhar nos horários mais produtivos e gerenciar a agenda de acordo com as suas necessidades? Quem nunca sonhou com isso, não é mesmo?

Infelizmente, no entanto, muita gente desiste desse sonho por acreditar que é preciso muito dinheiro para empreender. Mas a boa notícia é que isso não é verdade.

Então, como ser um empreendedor de sucesso com pouco dinheiro? Primeiramente, deixando o medo de lado. Depois, organizando as ideias para começar um planejamento com uma boa dose de força de vontade, paciência, e trabalho árduo!

Para te ajudar, preparamos esta lista com 9 dicas que todo aspirante a empreendedor precisa saber e colocar em prática. Vamos conferir?

Dê um passo de cada vez

Cuidado para não se deixar levar pela ansiedade no início da sua empreitada. Ao tomar a decisão de abrir um negócio, você pode se sentir tentado a entrar de cabeça e apostar todas as fichas, mas saiba que a impaciência é uma péssima conselheira.

É comum nos espelharmos em histórias de sucesso meteórico, já que esses casos ganham notoriedade e enchem nossos olhos. Mas lembre-se de que histórias sobre pessoas que investiram tudo de uma vez e se deram bem após alguns meses são a exceção.

Ninguém quer iniciar um novo negócio pensando na possibilidade de fracassar, ainda assim, a gestão de risco é um fator crucial em qualquer empreendimento. Então, é preciso ser realista e ter cautela! Na hipótese de algo sair errado, absorver as perdas fica mais fácil quando o risco é menor.

Faça um planejamento cuidadoso

É imprescindível ter um planejamento, para estruturar bem as ideias e saber exatamente qual é a sua motivação, onde você quer chegar e como. Sendo assim, você precisará de um plano de negócios, com estudo detalhado do público-alvo e frieza para encarar quais são as chances de sucesso ou fracasso.

Também é importante ter clareza de que, com pouco ou muito capital, todo empreendimento exige muita análise antes de sair do papel e tomar forma. Então, pesquise e analise negócios bem-sucedidos, que possam servir como espelho para você começar a delinear o seu.

Escolha uma atividade que você ame e domine

A paixão pela atividade que você pretende desenvolver é um pré-requisito fundamental. Afinal, arriscar-se por algo que não está no seu coração é perda de tempo em qualquer situação, e ainda pior quando se trata do seu próprio negócio.

Empreender é uma tarefa que exige esforço, persistência e muita resiliência para suportar altos e baixos. Logo, é preciso ter sempre na manga aquela energia propulsora do amor pelo que se faz.

Além disso, você deve ter conhecimento sobre a sua atividade. Precisa saber executar o seu trabalho até de ponta cabeça, se for necessário. Então, nunca tente realizar uma tarefa que não domina, isso pode arruinar a sua reputação — e essa é a sua vitrine.

Construa a sua reputação

Por falar em reputação, construa a sua demonstrando toda a expertise na atividade que você está desempenhando! E uma maneira de fazer isso — com baixo custo e conseguindo disseminar informações com rapidez — é manter um blog confiável, de fácil navegação e sempre atualizado.

Existem diversas plataformas online nas quais você pode trabalhar com conteúdo relevante para o seu público. Com isso, é possível divulgar todo o conhecimento sobre o seu negócio.

Esse tipo de estratégia cria envolvimento com o consumidor e, com o tempo, a confiança necessária para garantir a fidelidade dos clientes. Dessa forma, você constrói uma imagem positiva que pode resultar em um ótimo posicionamento da sua marca no mercado!

Evite acumular dívidas

Empresas oferecendo crédito fácil é o que não falta por aí, mas é bom evitar esse tipo de estratégia se você não quiser correr sérios riscos de se atolar em dívidas logo no início. Mantenha os pés no chão e trabalhe com os recursos que tem, não importa que sejam escassos.

Dificilmente se consegue construir uma estrutura incrível no começo de um negócio com poucos recursos financeiros. Portanto, é muito mais prudente fazer uma reserva mensal até que você tenha condições de implementar o seu projeto.

Aos poucos, as melhorias poderão ser feitas, e todo o sacrifício trará recompensas satisfatórias no futuro.

Saiba se promover

Saber como se promover requer certo tato e sutileza para não cair na armadilha da supervalorização do ego. No entanto, manter a confiança aliada a um bom discurso introdutório, sem exageros, pode fazer bastante diferença.

A primeira experiência de marketing nasce com os fundadores da empresa, então, reserve tempo para compartilhar a sua visão, concentrando o foco sempre no cliente.

Além disso, em plena era digital, para ser visto você pode se valer das redes sociais, como Facebook, Instagram e Twitter. Elas são perfeitas para os pequenos empreendedores, que não precisam injetar muito dinheiro para promover seus negócios.

Entendendo bem o funcionamento desses canais, você só precisa se preocupar em passar uma imagem de confiança e credibilidade ao público.

Faça cursos de capacitação

No início do seu empreendimento, é provável que você seja obrigado a fazer de tudo um pouco, já que o seu investimento será modesto e não sobrarão recursos para contratar funcionários ou prestadores de serviço.

Por isso, antes de dar o primeiro passo, previna-se fazendo cursos básicos para aprender noções de administração, finanças, marketing, gestão etc. A internet está repleta de material gratuito sobre qualquer assunto, como e-books, vídeos no YouTube, blogs e outros, oferecendo treinamentos gratuito para empreendedores.

Todo esse material servirá como alicerce para que você consiga absorver conhecimento e usá-lo a seu favor, enquanto não alcança o tão almejado sucesso!

Pratique o networking

A prática do networking é fundamental para manter uma rede de contatos que, normalmente, é muito útil para trocas profissionais. Então, para se conectar com outros empreendedores ou prestadores de serviço, procure participar de feiras, palestras, simpósios e outros eventos que se enquadrem no seu tipo de negócio.

Além disso, é sempre bom ter em mãos cartões de visita para eventuais contatos. Afinal, um potencial cliente pode surgir a qualquer momento, e essa é a deixa para que você estabeleça a primeira conexão.

Opte pelo MEI

Você já ouviu falar em cadastro MEI? Essa é a sigla para Microempreendedor Individual, e, com esse cadastro, os profissionais autônomos ficam livres de pagar altos valores em impostos para abrir suas empresas. Seu custo mensal é extremamente acessível, e as obrigações bem simplificadas.

São muitas as categorias profissionais que se enquadram como MEI, desfrutando de vantagens como portar um CNPJ e emitir nota fiscal. Dessa forma, podem prestar serviços para outras empresas e até contratar um funcionário.

Com o cadastro MEI você adquire, ainda, benefícios previdenciários, como afastamento remunerado por doença e, para as mulheres, a licença maternidade.

Enfim, aprender como ser um empreendedor de sucesso com recursos escassos pode parecer um desafio. Mas, na verdade, só depende de alguns cuidados a mais, além de dedicação, organização, planejamento e muito trabalho. Com tudo isso reunido, é só colocar a mão na massa!

Com essas dicas, ficou mais fácil pensar em começar o seu próprio empreendimento, não é? Então, se gostou do post, aproveite para assinar a nossa newsletter e receba mais conteúdos como esse!