De acordo com a Associação Brasileira de Embalagens, as embalagens flexíveis são aquelas que podem ser fabricadas em diversos formatos que dependem exclusivamente da forma física do produto acondicionado. Elas têm uma espessura inferior a 250 micras e se destacam pela relação aprimorada entre a quantidade de produto armazenado e a massa da embalagem, além da flexibilidade no dimensionamento de suas propriedades.

São embalagens que estão cada vez mais presentes nas prateleiras do varejo, armazenando uma diversidade bastante crescente de produtos. Há vários motivos para esse tipo de embalagem ser tão usada, não se tratando apenas de uma tendência passageira.

Para que você compreenda essa afirmação, apresentamos neste texto os benefícios que as embalagens flexíveis proporcionam. Confira e boa leitura!

Leves e utilizam menos matéria-prima

As embalagens flexíveis apresentam essas duas grandes vantagens: são leves e fazem uso de pouca matéria-prima. Ou seja, isso resulta em menos desperdício, custos de armazenamento menores e transporte mais barato. Muitas empresas sentem orgulho ao afirmar que gastam 50% menos energia para fabricar esse tipo de embalagem em comparação com as opções de embalagens rígidas.

Como elas são leves, são bem mais fáceis de serem carregadas e estocadas. Isso vai refletir em um gasto significativamente menor de combustível para realizar o transporte, diminuindo ainda a poluição ambiental.

Então, como se pode ver, as embalagens flexíveis têm muitos benefícios de ordem sustentável. Em primeiro lugar, elas geram menos resíduos, o que reduz as devoluções em aterros inovação e a tecnologia possibilitam que as empresas que fabricam essas embalagens façam uso de menos recursos naturais na sua criação.

As melhorias nos processos de produção têm diminuído tanto o consumo de energia e de água, como também na emissão de compostos orgânicos voláteis e gases de efeito estufa.

Excelente barreira protetora

As embalagens flexíveis podem contar com barreiras protetoras que são tão impermeáveis quanto o vidro, mantendo os produtos mais frescos e seguros, além de proteger contra umidade, luz, oxigênio, calor excessivo e por aí vai. São embalagens que geram maior proteção e, por isso, são amplamente usadas na indústria alimentícia.

As embalagens de BOPP (polipropileno biorientado) metalizado, por exemplo, diminuem os impactos de umidade e de gases nos alimentos. A sua apresentação mais comum nos mercados é na proteção de doces, salgadinhos e biscoitos, ficando protegidos de agentes exteriores a fim de manter o seu sabor e textura intactos.

Tal fator de proteção também é evidente para os consumidores. Um bom exemplo são os filmes hidrossolúveis, os quais são bastante comuns nas embalagens de produtos tóxicos e químicos, como os produtos de limpeza.

Essa característica hidrossolúvel permite o uso do produto sem a necessidade de toque. Então, basta colocar as cápsulas em contato com a água para que aconteça o rompimento da embalagem de forma automática, preservando a saúde do consumidor.

E o que é mais interessante é que a barreira de proteção pode ser personalizada de acordo com a demanda do produto. Dessa forma, se o produto exige a presença dela contra a umidade, luz e oxigênio, por exemplo, a embalagem é adequada. Ao contrário, se o produto precisa apenas de uma modesta barreira protetora, a embalagem pode ser projetada de acordo com essa necessidade. Afinal, não é preciso projetar uma embalagem super protetora caso ele não requeira uma proteção tão concentrada.

Ótima capacidade para impressão

A impressão nas embalagens flexíveis pode ser perfeita e sem paralelo. Geralmente, as imagens são bem mais vivas e brilhantes quando comparadas a outros modelos de embalagens impressas. No entanto, isso vai depender do tipo de impressora que será utilizada.

Uma impressora que tenha uma tecnologia mais avançada produzirá imagens com linhas bastante finas, cores mais vibrantes e maior qualidade. Nas impressoras mais antigas, as cores serão mais apagadas e com uma qualidade mediana.

Portanto, no momento de desenvolver as embalagens flexíveis, é imprescindível que se compare os tipos de impressão que estão disponíveis a fim de entender cada uma. Dessa forma, você vai conseguir obter o resultado desejado para a sua embalagem final.

Lembre-se que estamos falando sobre as embalagens que têm um grande apelo nas prateleiras, podendo até mesmo, reter os clientes. Elas chamam muito a atenção dos consumidores, uma vez que as possibilidades de design são infinitas.

Fáceis de usar

Uma embalagem prática tem como resultado uma excelente experiência para o cliente. Caso o produto seja fácil de abrir, o consumidor jamais se sentirá frustrado, pois não terá dificuldade para isso. Nesse caso, o laser pode ser utilizado para “picotar” a extremidade da embalagem e facilitar na hora da abertura.

Além disso, as embalagens flexíveis podem ser muito mais fáceis de serem fechadas novamente. Nelas podem conter tampas de encaixe, fechamento tipo zíper, ou até mesmo fechos tipo velcro.

Outro benefício é que podem descomplicar o uso do produto, como aquelas embalagens com bico dispensador e alças que facilitam o manuseio do produto, aumentando o seu rendimento.

Práticas e sem rótulos

Com as embalagens previamente impressas, não há a necessidade de inserir rótulos. Isso evitará uma etapa a mais no desenvolvimento da embalagem. O que é extremamente relevante para frascos e demais tipos de embalagens que precisam de um passo separado para inserir a etiqueta ou o rótulo. Assim, eliminando esse passo extra, a produção se torna mais suave, rápida e com um custo menor.

Vale destacar que as embalagens flexíveis são utilizadas para produtos do varejo assim como na área industrial e institucional, para comercializar, proteger e distribuir uma vasta gama de itens. Na hora de definir o design, é possível “brincar” com todas as possibilidades até conseguir o formato desejável, que retrate toda a essência da sua marca.

São embalagens que fazem parte do segmento do mercado que mais cresce. Elas combinam a melhor qualidade de películas, plásticos, folhas e papéis de alumínio, proporcionando uma grande variedade de propriedades protetoras ao mesmo tempo em que emprega o mínimo em material.

Liderança na inovação de embalagens, elas agregam valor e aumentam as vendas para todos os tipos de produto, alimentícios ou não-alimentícios. Além disso, garantem a sua segurança, aumentando a vida útil, promovendo facilidade de uso, barreira protetora, aquecimento e ótima capacidade para ser impressa. 

Enfim, as embalagens flexíveis podem apresentar diversos efeitos, como os de relevo, estampa e de folha, acabamento brilhante ou fosco e muito mais. Ou seja, tudo o que você imagina para conseguir a atenção do seu público é possível. Elas são, portanto, uma excelente opção para quem deseja inovar na embalagem de um produto e oferecer algo mais moderno e diferenciado.

E aí, ficou interessado e quer saber mais sobre as embalagens flexíveis? Então entre contato conosco agora mesmo e conheça os nossos serviços!