O fortalecimento de uma marca depende alguns fatores, como a experiência de consumo que ela oferece ao cliente. Um outro aspecto que influencia bastante é a imagem da empresa, transmitida pela identidade visual, que pode ser reforçada pelo design de embalagens personalizadas.

O fato é que diferenciar-se em um mercado cada vez mais competitivo não é tarefa fácil, especialmente para quem está começando ou tem um pequeno ou médio negócio.

Nesses casos, recursos são contados e cada centavo deve ser investido em estratégias acertadas. Independentemente do porte da empresa, um caminho acessível, em termos de custos, é a personalização de embalagens.

Com a evolução da indústria gráfica, a gama de opções de embalagens é grande e os materiais diversos. Algumas têm como na praticidade, outras valorizam o apelo estético e há também as que se destacam por serem sustentáveis.

Esse é um meio de marketing pouco citado nas teorias da Administração, mas que produz efeitos satisfatórios: chamar atenção do público-alvo, posicionar a empresa no mercado, aumentar as vendas, conquistar e fidelizar clientes.

Assim, é preciso abandonar a crença limitante de que uma embalagem serve apenas para proteger produtos ou facilitar seu transporte. Ela serve para isso e muito mais e pode ser um poderoso instrumento de marketing!

Essas e outras funções da embalagem personalizada são o tema deste post e, a partir de agora, serão apresentados os benefícios que elas podem trazer a todo tipo de negócio. Acompanhe!

1. Ajudam no fortalecimento de marca

A cada etapa de evolução das gerações, percebemos um fato: as pessoas se tornam cada vez mais visuais, preferem informações rápidas e objetivas.

Isso é reflexo das tecnologias que invadem o cotidiano, com foco em estímulos gráficos, em limitação de quantidade de caracteres para publicação de mensagens em redes sociais, na valorização da filosofia do “uma imagem vale mais que mil palavras”.

Esse cenário precisa ser considerado pelas empresas que querem se posicionar no mercado. Esse estilo de vida e de visão de mundo aponta para a necessidade de uma gestão de marca voltada para estratégias de estímulos visuais que possam transmitir as ideias que o negócio precisa.

Nesse contexto, uma das funções do design da embalagem é promover uma marca perante seus públicos, de forma alinhada com a identidade visual da empresa.

Por isso, é possível afirmar que embalagens com uma personalidade expressiva podem reforçar e fortalecer uma marca. Acredite: a boa impressão causada por um simples embrulho reflete na imagem do negócio.

Nessa perspectiva, assim como a identidade visual é responsável por gerar uma conexão entre marca e clientes, a embalagem provoca emoções nos públicos de interesse, por ser um veículo de transmissão dos conceitos e valores do negócio.

Assim, além de causar uma percepção e oferecer aspectos funcionais, como proteger um produto ou facilitar seu transporte, uma embalagem é capaz de reafirmar uma marca na mente do consumidor.

Com isso, vínculos são criados pelos clientes e os laços com a empresa vão se fortalecendo. Como consequência, existe a possibilidade de consolidação da relação com o atual cliente e de estabelecimento de uma nova história com outros potenciais.

2. Melhoram a experiência de consumo dos seus clientes

Há uma expressão que vem tomando conta das estratégias empresariais na atualidade: a experiência do cliente e suas variantes — experiência do usuário ou experiência de consumo.

Ela contempla a impressão gerada no cliente a partir de uma oportunidade de contato ou estabelecimento de uma relação com uma marca.

Para exemplificar, vamos citar algumas situações ou iniciativas que produzem uma experiência positiva: quando um brinde é enviado no dia do aniversário do cliente; quando o usuário acessa uma loja virtual e consegue comprar de maneira simples, rápida e segura; quando o consumidor entra em uma loja e recebe um atendimento excepcional; quando uma empresa anuncia que toda venda realizada terá percentual revertido para uma causa social com a qual o cliente se identifica.

Percebe que a experiência do cliente é um leque amplo de possibilidades, desde que não fuja do objetivo de encantar o cliente e fazer com que ele tenha a sensação de estar sendo bem tratado, de ter recebido um produto adequado para suas necessidades e de ter tido acesso ao que ele precisa de maneira ágil e eficiente?

E o que as embalagens têm a ver com isso? Bem, elas são elementos com alto potencial de promoção dessa tão buscada experiência positiva do cliente e, um detalhe, a um baixo custo.

Imagine uma embalagem reaproveitável, que o cliente possa utilizar para organizar objetos no escritório. Agora imagine uma embalagem que facilite bastante o transporte de um produto quebrável e que esse diferencial seja bem perceptível pelo cliente. E se embalagem for retornável, de forma que na próxima compra o cliente ganhe um desconto?

Bem, todos esses casos mostram que uma embalagem personalizada pode não só fortalecer uma marca, como também oferecer uma boa experiência ao cliente.

Uma forma de compreender melhor o impacto de alguma iniciativa, especialmente de marketing, cujo objetivo é produzir algum tipo de estímulo no público-alvo, é se colocar no lugar de quem será atingido pela ação. Então imagine-se em um supermercado escolhendo entre um produto cuja embalagem está danificada e outro cuja proteção está intacta. Qual você escolheria?

O mesmo ocorre quando nos deparamos com produtos semelhantes, na mesma faixa de preço, e precisamos achar um critério para selecionar um deles. A embalagem personalizada pode ser esse elemento-chave!

Isso porque ela é capaz de atrair nosso olhar e gerar uma noção de cuidado na produção, de qualidade do conteúdo ali guardado e de respeito da empresa para com o cliente.

Tudo isso sem discursos, sem propaganda direta, sem veiculação em meios de comunicação, sem entrega de brindes, ou seja, sem investimento além do que já seria direcionado para o desenvolvimento de material para envolver e proteger o produto final de um negócio.

O fato é que o apelo estético é um recurso acessível a empresas de qualquer porte e as que desejam gerar um impacto positivo no cliente, com uma boa experiência de consumo, precisam estar atentas a isso. Por isso, focar no design de embalagens deve ser uma estratégia adotada o quanto antes.

3. Facilitam a praticidade e eficiência com o design de embalagens

O design de embalagem é algo estratégico. Ele precisa dialogar com os conceitos da marca e as expectativas e necessidades do cliente. Além disso, ele precisa ser eficiente quando o assunto é atrair o interesse do consumidor.

Para isso, alguns quesitos devem ser observados na personalização das embalagens:

Praticidade

Aqui entra a funcionalidade da embalagem. Ela pode ser reaproveitada? Se sim, é fácil de ser limpa? Ela suporta temperaturas muito baixas para o congelamento do alimento? Possui alças para carregar? É fácil de abrir? Simples de usar?

Enfim, cada tipo de produto terá uma característica que exigirá um recurso na embalagem. Pode ser o peso, a facilidade de amassar, a composição líquida tendente à evaporação.

O importante é que essa praticidade da embalagem agregue valor ao produto e seja um ponto de destaque para influenciar a decisão de compra do consumidor.

Conveniência

A alternativa de embalagens para viagem são um atrativo ao consumo. Isso vale tanto para produtos cosméticos, que cabem em bolsas e malas, quanto para alimentos que podem ser consumidos durante o deslocamento do cliente. Outro nicho é o de pessoas que moram sozinhas, que preferem comprar alimentos em embalagens individuais para que não haja desperdício.

Essa comodidade é um fator que chama atenção de determinados públicos e cabe às empresas adaptarem suas estratégias para oferecerem um diferencial a determinados nichos de mercado.

Estética

Se for para fazer, que seja bem feito. Não há o menor sentido em investir na confecção de embalagens personalizadas e produzir peças sem atrativos visuais, comuns, sem graça.

Já falamos bastante aqui sobre o potencial de um apelo visual bem explorado. Então, desculpem-nos as (embalagens) feias, mas beleza é fundamental.

Utilidade

De que adianta uma embalagem de um produto perecível que não oferece uma boa conservação? E uma outra desenvolvida sem lacre e que permite a abertura antes de chegar ao consumidor final? Esse item precisa ser avaliado para que o design seja perfeitamente adequado às características e necessidades do conteúdo e ainda garanta sua integridade.

Além da questão da utilidade em si, cabe destacar a responsabilidade que a empresa assume ao disponibilizar ao consumidor produtos que, quando mal conservados, podem ser prejudiciais à saúde, passíveis de contaminação ou de deterioração quando mal acondicionados.

Logística

A embalagem também serve para garantir a proteção de um produto durante sua passagem por diversas etapas de processos, desde a produção até sua comercialização. Assim, ela precisa ser útil à logística, ou seja, armazenamento, distribuição e transporte.

Dessa necessidade, pode-se tirar uma conclusão: não adianta economizar produzindo embalagens de baixa qualidade, já que a perda financeira com desperdício de produtos danificados acabará sendo maior.

Legislação

Especialmente nos ramos alimentício e de cosméticos, várias leis normatizam a produção e venda de produtos. Muitas delas exigem que o consumidor tenha acesso a informações de composição do produto, data de validade, código de barras para identificação de lotes e procedência.

No design da embalagem, tudo isso precisa ser pensado. É preciso ter espaço para esse tipo de informação e garantir que elas sejam legíveis. Isso demonstra o respeito da marca para com aos direitos do consumidor e que sua atuação é aderente às melhores práticas de mercado.

Marketing

Investir em marketing consome tempo, planejamento e dinheiro. Porém, algumas ações paralelas podem ser conduzidas para incrementar os resultados que um plano de comunicação e marketing pode trazer a um negócio.

Cuidar da embalagem é um desses caminhos, com o diferencial de ser uma iniciativa de baixo custo, já que de toda forma o produto precisaria receber alguma proteção e identificação. O esforço adicional seria apenas o de elaborar um design alinhado com a estratégia da marca e com os quesitos citados neste tópico, de forma que um simples invólucro seja incrementado com um alto valor agregado.

4. Podem ser embalagens mais sustentáveis

Cidadania empresarial é um conceito que vem sendo cada vez mais valorizado pelo consumidor contemporâneo.

Sabe aquela influência que comentamos no início deste post, que faz com que o público de hoje tenha acesso facilitado a todo tipo de informação? E que isso transforma clientes em formador de opinião e influenciador da decisão de compra de outras pessoas que consultam suas manifestações a respeito de suas experiências de consumo?

Pois bem, está aí mais um ponto que caracteriza o perfil do atual cliente: ele é engajado, gosta de carregar bandeiras, tem consciência de seu papel na sociedade, busca um mundo melhor.

Então empresas que demonstram ser responsáveis nos âmbitos social e ambiental saem à frente da concorrência. Valorizar a sustentabilidade tornou-se um diferencial competitivo e um meio de demonstrar adesão a esse tipo de filosofia é desenvolver embalagens sustentáveis.

Quer saber formas de abraçar a causa da sustentabilidade em uma embalagem? Veja a seguir:

    • Elas podem ser confeccionadas com material reciclado ou biodegradável e, claro, essa informação deve ser explorada na estampa, como uma tática de marketing.

    • Para preservar recursos naturais é possível utilizar energia limpa no processo de fabricação da embalagem.

    • As embalagens podem ser reaproveitadas, estimulando no público a prática da reutilização de materiais.

    • Pode ser oferecido local apropriado para descarte do conteúdo, após o uso, utilizando a própria embalagem para informar essa estratégia.

Esse tipo de iniciativa traz efeitos positivos à imagem da empresa, atrai o cliente e favorece as vendas. Além disso, o meio ambiente é favorecido, com a redução dos impactos causados pela produção ou seus resíduos.

5. Colaboram com o aumento das suas vendas

Já abordamos neste post as motivações que podem levar um cliente a escolher um produto em função de sua embalagem. Todas essas estratégias, além de elevar a imagem da empresa, têm um só objetivo: aumentar as vendas.

Todo esforço alocado no planejamento, elaboração de design e confecção de embalagens personalizadas será recompensado quando as estatísticas comerciais começarem a demonstrar uma curva ascendente.

Quer um exemplo? Quantas vezes, você, empreendedor, porém na posição de consumidor, optou por um produto porque se encantou com a embalagem ou porque associou seu formato a uma utilidade em casa ou porque se identificou com a causa social ou ecológica que ela prega?

Basta se lembrar que pelo menos algumas vezes esses foram os motivos que o fizeram levar um produto para casa para se convencer de que embalagens diferenciadas aumentam as vendas. Quer mais argumentos? Então veja as 7 possibilidades que destacamos a seguir!

    1. Experimente deixar um espaço com os tradicionais “De” e “Para” nas embalagens, muito utilizados em cartões para presentes.

    2. Use a embalagem para destacar promoções do tipo leve 3 e pague 2.

    3. Divulgue os perfis de redes sociais na embalagem, além de site, e-mail e loja virtual, se for o caso.

    4. Estude o perfil do seu cliente e pense um design que possa atrair o interesse dele, mesmo que o produto esteja exposto ao lado do concorrente com preço similar ou até inferior.

    5. Estimule premiações via embalagem. Por exemplo, pode ser realizada uma promoção para publicação de foto da embalagem do produto em redes sociais, de forma que a que tiver o maior número de compartilhamentos em determinado período dará direito a uma premiação ao cliente.

    6. Imprima na embalagem um cupom de desconto para uso pelo cliente na próxima compra do mesmo produto

    7. Realize uma promoção para que o cliente junte determinado número de embalagens e troque por uma unidade daquele mesmo produto.

Todas essas ações podem se reverter em vendas e note que toda dedicação será em cima do design da embalagem, sem necessidade de publicidade tradicional.

Assim, a personalização pode estar além do layout da embalagem, chegando também nas estratégias traçadas para explorá-la como elemento valioso de marketing do negócio.

6. Com a terceirização da produção, podem alavancar ainda mais o seu negócio

Todo negócio tem uma proposta de valor e o que ele precisa é garantir a qualidade das entregas para as quais ele foi criado. Assim, uma loja de roupa precisa entender de moda. Um restaurante precisa se centrar em cardápio, ingredientes e receitas. Um salão de festas, em logística de eventos.

Quanto mais foco, melhor. Isso é uma regra de boa gestão. Mas e como ficam as necessidades acessórias, como embalagens dos produtos que o negócio oferece ao mercado?

Bom, se a razão de ser do empreendimento não for a confecção de embalagens, é desperdício de recursos se enveredar na fabricação de sacolas e caixas. Não faz o menor sentido desviar as atenções para isso e deixar de lado o coração do negócio.

O melhor a fazer é “dar a César o que é de César” e buscar parceiros que possam suprir essa necessidade, com experiência e qualidade já comprovada.

É fundamental buscar fornecedores que possam realizar entregas sob medida para a necessidade de cada empreendimento. E o ideal é que seja contratado um parceiro que tenha em seu modelo de atuação a prática de compreender a fundo a realidade do negócio, as características do produto a ser embalado e o perfil do cliente.

Veja algumas das vantagens de confiar esse tipo de trabalho a quem entende bem dele, ou seja, em empresas especializadas em design e confecção de embalagens personalizadas

    • Existência de uma boa rede de fornecedores, que oferecem material de qualidade a preços competitivos.

    • Processos bem definidos para desenho e produção de embalagens, dentro das necessidades do cliente.

    • Prática no diagnóstico do cliente para propor modelos alinhados com os valores e conceitos do negócio.

    • Conhecimento técnico de necessidades de embalagens para produtos específicos, como alimentos, líquidos, perecíveis.

    • Experiência que pode ser comprovada junto a outros clientes.

    • Agilidade na entrega, já que a esteira de produção já está montada.

    • Conhecimento de legislação pertinente, especialmente a de defesa do consumidor que prevê a disponibilização de informações de interesse do cliente.

    • Atualização de tendências do ramo gráfico.

    •  Conhecimento de boas práticas de mercado.

Dizem que parceiro bom é aquele que assume que o problema do cliente é o seu problema. E isso é uma verdade. Por isso, é importante buscar soluções inovadoras no mercado, vindas de fornecedores que sentem a dor da empresa cliente como se fosse sua dor. Só assim poderá ser executada uma proposta que faça diferença e que sirva para encantar o cliente do cliente.

E o que aprender disso tudo?

Mais do que um acabamento de qualidade, layout atrativo e um bom manuseio, uma embalagem deve oferecer experiências positivas ao cliente.

Assim, uma embalagem é muito mais que um invólucro que protege um produto. Ela é uma oportunidade — muitas vezes única — de contato com o cliente. E por isso ela não pode ser desperdiçada.

Chegar a um cliente já é uma vitória do negócio. Chegar nesse consumidor e causar nele uma sensação boa, de identificação e de encantamento é um diferencial que pode dar início a uma relação harmoniosa, lucrativa e duradoura.

E se isso pode vir com a simples adoção de embalagens personalizadas, por que não aderir a essa estratégia? Muitas empresas direcionam orçamentos pesados em marketing e publicidade em veículos de comunicação e se esquecem de detalhes que podem agregar muito mais valor ao produto e à marca.

A embalagem é um desses detalhes e, por isso, é preciso apostar nesse recurso, para que a marca alcance um bom posicionamento de mercado, seja reconhecida pelo seu público-alvo e o resultado se reflita no aumento da rentabilidade do negócio.

Vimos neste post que os impactos de uma embalagem personalizada bem cuidada e aderente à estratégia do negócio são muito positivos e, para reforçar esse valor, vamos relembrar, aqui, alguns de seus benefícios:

    • Fornecimento de informações úteis ao consumidor;

    • Atendimento a exigências legais;

    • Proteção do produto;

    • Facilidade na logística;

    • Fortalecimento da marca;

    • Estabelecimento de relacionamento com o cliente;

    • Conquista e fidelização do cliente;

    • Abertura de novos mercados;

    • Marketing indireto;

    • Possibilidade de ações promocionais;

    • Aumento das vendas;

  • Reflexo positivo na lucratividade do negócio.

Todas essas vantagens justificam o investimento em embalagens personalizadas e, para que o esforço seja recompensado, é fundamental lançar mão de criatividade e inovação. Além disso, é preciso conhecer bem a realidade do negócio para que o design represente exatamente os valores da marca.

É preciso considerar que embalagens são meios de comunicação com o consumidor, por isso elas precisam deixar de ser um apanhado de cores, símbolos, texturas e formas e a assumir um papel muito mais estratégico: o design de embalagens personalizadas pode contribuir para fortalecer a marca e melhorar a experiência de consumo.

Sua empresa está caprichando no design de embalagens? Valoriza o potencial desse recurso de marketing? Comente a experiência do seu empreendimento no espaço para comentários!