Se alguém perguntasse a você o nome do primeiro refrigerante que viesse à sua cabeça, de qual marca você lembraria? Certamente, existe uma em especial que está guardada na sua memória. Isso acontece por conta de dois recursos fundamentais do marketing: a identidade visual e o branding.

Infelizmente, muitos empreendedores de primeira viagem cometem o erro de desconsiderar estratégias que fortalecem uma marca. Afinal, montar a infraestrutura de um negócio e cuidar de toda a parte burocrática são coisas que demandam tempo e dedicação.

Neste post, você conhecerá a importância de ter uma identidade visual, o que é branding e como ambos precisam interagir para que o seu produto seja percebido e valorizado. Confira!

Identidade visual: a sua marca tem personalidade?

A identidade visual é um conjunto de símbolos que se comunica com o público e permite que a sua empresa se diferencie das outras. Isso inclui o logotipo, as cores que são adotadas como padrão, o modelo da tipografia, ou seja, todos os recursos não verbais utilizados para destacar a originalidade da sua marca.

A letra exclusiva do nome Coca-Cola, o design da garrafa e as cores utilizadas para ilustrar a bebida são exemplos clássicos de uma identidade visual marcante. Esse recurso é extremamente importante para mostrar as características que fazem uma marca ser reconhecida no mercado.

No entanto, todos esses símbolos que permitem comunicar a personalidade da sua empresa precisam estar presentes em cada detalhe. Isso inclui a fachada do ponto de venda, o interior da loja, o uniforme da equipe, o site ou blog, as redes sociais, as embalagens dos produtos, além de qualquer tipo de material impresso (cartão de visitas, panfletos, outdoors, entre outros).

Branding: preço é o dinheiro e valor é o que o cliente leva para casa

Enquanto a identidade visual é a própria personalidade de uma marca, o branding é a administração de todas as ações voltadas para fortalecer a reputação dela e agregar outros valores e emoções. Uma estratégia de branding fundamentalmente começa com a construção da identidade visual.

A partir daí, é feito um trabalho criterioso com base em pesquisas para que as pessoas possam assimilar a imagem que você quer construir. Essas ações utilizam inúmeros recursos para se aproximar do público-alvo, seja on-line ou off-line, como: compartilhar histórias e experiências, interagir nas redes sociais, apoiar causas ecológicas e eventos que têm a participação desse público, entre outras.

O resultado disso é que a sua marca deixa de ser aquilo que você pensa que é e passa a ser o que o consumidor fala dela. Tudo isso acontece por meio de ações de branding com ajuda da identidade visual, que é a única maneira do consumidor reconhecer a sua organização e ter um sentimento por ela. Percebeu a diferença entre ambas e como elas precisam andar juntas?

Skol: como a marca integrou identidade visual e branding?

Para você ter uma ideia de como é importante trabalhar com essas estratégias integradas para fortalecer um nome, veja o exemplo da Skol. Ela superou outras empresas e foi considerada a marca mais valiosa do país por três anos consecutivos. Como uma indústria de cervejas conseguiu transformar meros clientes em seguidores apaixonados?

Ora, ela uniu identidade visual e branding. Recentemente, a empresa resolveu mudar a identidade visual da marca e a primeira transformação foi feita no layout da embalagem. A embalagem é a alma do produto, responsável por construir um laço afetivo diretamente com o consumidor no momento da compra.

O logotipo, apesar de ilustrar o mesmo sentido do conhecido slogan da “cerveja que desce redondo”, passou por diversas transformações. Agora, o ícone apresenta cores mais vibrantes e a seta ficou mais encorpada. O contraste do dourado e vermelho fizeram com que a embalagem ficasse muito mais atraente que a anterior.

As estratégias da Skol foram voltadas para atender as expectativas do consumidor. Nos comerciais de televisão, a bebida geralmente é associada a amigos e um clima de felicidade.

Nas redes sociais, todo o conteúdo é pensado para transmitir esse mesmo sentimento e interagir com o público, com uma linguagem bem apropriada, fato que rendeu milhões de curtidas na fanpage do Facebook. Mas as ações de branding da cerveja mais popular do Brasil não param por aí. A empresa também é parceira de diversos eventos, como: Skol Summer Beats, Lollapalooza e Paralimpíadas Rio 2016.

Ao mesmo tempo em que a marca está em evidência para o público certo, isso permite inúmeras possibilidades para interagir com as pessoas por meio da prestação de serviços (venda de ingressos no site) ou artigos e posts informativos sobre os eventos. Como não amar uma empresa assim?

Branding: considerações importantes sobre este conceito

Segundo Estevão Rizzo, profissional de marketing, é preciso se atentar para o fato de que a identidade da marca precisa estar alinhada com os valores da instituição, dos proprietários e da equipe. Inventar uma imagem falsa não é uma atitude recomendável, pois é impossível se sustentar dessa forma em longo prazo.

A empatia do público deve ser conquistada no dia a dia de forma verdadeira e honesta. Trabalhando assim, aos poucos a empresa constrói o próprio diferencial competitivo, ao mesmo tempo em que aumenta o engajamento com a marca, fideliza clientes, atrai novos consumidores e otimiza os resultados.

Um dos maiores indícios do sucesso de uma estratégia de branding é quando o consumidor compra um produto mesmo quando este é mais caro que os outros. Esse sentimento só existe pelo trabalho feito em cima da marca.

É claro que os resultados não aparecem assim, de uma hora para outra. Árvores precisam ser plantadas para que os frutos sejam colhidos: é preciso muita dedicação e trabalho de equipe. Também é importante investir na contratação de um profissional capacitado e destinar um recurso para as ações, afinal, o investimento é muito vantajoso se comparar custo e benefício.  

Lembre-se de que os objetivos do branding só serão alcançados se a sua empresa adotar uma identidade visual atrativa. Como já dissemos, ela deve fazer parte da estrutura física da sua loja, das embalagens dos produtos, dos uniformes dos colaboradores e de todo material de divulgação seja ele impresso ou digital.

E você, está satisfeito com a identidade visual da sua empresa? Ela transmite com fidelidade a essência do seu negócio? Deixe um comentário!