Uma boa embalagem é aquela que não somente protege adequadamente o conteúdo, mas também transmite os valores e a qualidade de uma marca, bem como as demais sensações positivas que um consumidor deve experimentar no momento da compra.

Quando uma estratégia de mercado engloba a experiência do cliente, a segurança e o marketing, as embalagens personalizadas são um ótimo exemplo de solução com a qual se ocupar. Essa poderosa ferramenta de marketing que atrai consumidores precisa ser muito bem planejada, com o objetivo de atender a padrões de qualidade.

Quer melhorar a qualidade das suas embalagens personalizadas? Leia o post de hoje, tire suas dúvidas e tenha incríveis orientações para ajudá-lo nesse processo!

Como perceber que a embalagem não está atendendo bem?

A embalagem poderá ser a primeira ideia que um cliente tem sobre um produto. Se ela não for de boa qualidade, pode evidenciar problemas e desagradar tanto a ponto de afastar até os clientes que eram mais fiéis à marca.

Alguns indicativos podem ressaltar quando uma embalagem não está cumprindo sua função. Veja alguns deles:

Reclamações dos clientes

É preciso estar muito atento às reclamações dos usuários. Elas podem apontar verdadeiras falhas nos processos de uma empresa. Os clientes podem trazer à tona questões sobre o tamanho, o manuseio e os materiais utilizados na embalagem. Ou, simplesmente, fazer comparações com uma proposta antiga de design do invólucro ou recipiente do produto, a fim de demonstrar seu desagrado com a nova solução adotada.

Produtos que sofrem desgastes e estragos

Como uma das funções principais, a embalagem deve assegurar que o produto comercializado esteja bem acomodado, com segurança e conservação adequadas. Se não cumpre essa função, certamente é hora de rever a embalagem que você está utilizando.

Produtos que sofrem desgastes e estragos devido à falta de proteção da embalagem significam um prejuízo enorme para a empresa. É preferível investir em uma estratégia de precaução, para ter boas embalagens, a recolher do mercado os itens avariados e, por isso, não vendidos.

Poucas vendas

Um consumidor pode se decidir pelo produto somente pela atração da embalagem. Por isso, as vendas baixas podem significar um forte indicativo de algum problema com suas embalagens. O cliente que é seduzido por um invólucro de qualidade cria expectativas a respeito dos produtos contidos nele.

Daí a importância das embalagens personalizadas, que atuam como um diferencial no mercado. Elas atendem a ideais diferentes das demais, como sofisticação, sustentabilidade e praticidade. E um dos mais importantes fatores: a identificação com o público-alvo.

Como melhorar a qualidade das embalagens personalizadas?

É sempre um desafio desenvolver um produto novo ou pensar em maneiras eficazes de melhorar sua qualidade. São muitos detalhes sobre os quais raciocinar. Alguns pontos essenciais podem passar despercebidos.

Quer uma ajuda? Siga algumas dicas a fim de melhorar a qualidade das suas embalagens personalizadas.

Dê importância ao design

Uma boa embalagem deve também chamar a atenção pelo seu design. A estética pode ser simples e até minimalista, mas é importante que tenha personalidade. Isso não impede de ousar: alguns projetos fogem do que normalmente é encontrado no mercado e fazem sucesso.

Busque diferenciar o produto de seus concorrentes diretos e, se possível, utilize-se do apelo emocional para transmitir sensações positivas no momento da compra. Esse tipo de tática poderá ser bastante influente no momento de decisão da compra. O design é um importantíssimo diferencial competitivo.

Escolha o material corretamente

A variedade de materiais disponíveis é realmente muito grande, mas esse é um ponto essencial e que requer muita atenção. Em primeiro lugar, é preciso considerar o produto que será embalado. Junte a isso outros fatores, como a experiência que o consumidor vai ter com o manuseio ou uso das embalagens e o posicionamento da marca no mercado.

Alguns materiais podem fornecer melhor resultado de acondicionamento. Porém, não condizem com um orçamento viável para a empresa. É preciso estudar os vários cenários e equilibrar tais aspectos, a fim de encontrar a melhor opção.

Pense a respeito da sustentabilidade

Outro ponto que agrega valor às embalagens personalizadas é apostar em uma solução sustentável. A consciência do descarte no meio ambiente tem sido expandida, e empresas que promovem a possibilidade de reciclagem, por exemplo, tendem a ser mais bem-vistas no mercado. Ainda que o custo dessas embalagens seja mais caro, seus consumidores podem estar mais dispostos a pagar um valor mais alto na aquisição do produto.

Considere a funcionalidade da embalagem

A garantia da funcionalidade segue uma das regras do design, segundo a qual a forma deve vir atrelada à função. Deve-se pensar no propósito da embalagem, antes de somente enfatizar sua aparência. Ou seja, pense primeiramente em proteger o produto e possibilitar que seja utilizado corretamente. Melhorar a experiência do cliente é uma vantagem da funcionalidade da embalagem. Se for prática e criativa, ela tem mais chances de ser bem-aceita no mercado.

Saiba as formas corretas de proteção para produtos de materiais diferentes

Diferentes produtos requerem a proteção de diferentes embalagens. Por exemplo, os objetos mais longos, que correm o risco de dobrar ou quebrar, devem ser protegidos por materiais rígidos e que impeçam essas eventualidades.

Objetos mais cortantes ou pontiagudos devem trazer suas extremidades bem embrulhadas, para que não ocorram acidentes. Líquidos e substâncias cremosas devem ser acondicionados de forma que o conteúdo não seja derramado. O mesmo funciona para os grãos e pequenos materiais.

É importante pesquisar, de modo a escolher bem a forma de acondicionamento que se mostre mais adequada, visando a integridade do que será embalado, envasado ou acondicionado. Não proteger bem seus produtos pode sair mais caro depois. Afinal, a reposição de itens, por causa do uso de embalagens inadequadas, gera custos adicionais à empresa.

Atente-se para a durabilidade da embalagem

A exposição ao tempo pode desgastar a embalagem, reduzindo sua qualidade e, consequentemente, a do produto embalado por ela. A umidade, por exemplo, pode diminuir a resistência de uma caixa de papelão. A exposição ao sol pode modificar sua cor e dar aparência de um item usado ou envelhecido.

O manuseio também deve ser planejado. Transportar caixas pelas abas ou empilhar umas dentro das outras pode gerar danos internos e externos, como rasgos nas laterais. Conserve-as tão bem quanto seus produtos, a fim de que sua funcionalidade possa ser devidamente cumprida.

Lembre-se do branding

Uma embalagem personalizada e criativa pode ajudar no fortalecimento de uma marca. É por meio dela que a empresa ficará presente na memória dos consumidores. Além de ter uma conexão com o produto que está sendo vendido, é interessante que ela “converse” com a identidade da marca.

Seguindo essas orientações, ficará mais simples ter embalagens personalizadas de qualidade e que atendem bem ao público. Agora, seria ótimo entender ainda mais a respeito da associação da embalagem com a comunicação da sua marca.