Sua empresa anda gastando muito? Veja como reduzir custos de embalagem!

Entenda como é possivel reduzir custos com embalagens no seu negócio!

Se a sua empresa precisa reduzir custos urgentemente, talvez agora seja o momento de expandir as ações, deixando de focar apenas no produto para analisar os custos de embalagem.  Muitas companhias nunca consideram as melhorias na forma de embalar como uma alternativa válida e isso é um erro, uma vez que a solução pode estar justamente aí.

Refinar e aprimorar o design das embalagens é uma opção capaz de reduzir custos e, também, proporcionar melhor proteção ao conteúdo de forma mais moderna e atrativa. Liberte-se da velha fórmula que persiste na ideia de fazer o que sempre foi feito e dê um salto na sua produção.

Para ajudar nesta tarefa, selecionamos maneiras eficazes para reduzir os seus custos, agilizar os processos e aumentar os lucros. Acompanhe o post!

Identifique os custos desnecessários

Primeiramente, é preciso fazer um levantamento para determinar se o projeto escolhido é realmente a melhor solução para proteger e transportar o produto. Quais elementos são necessários para manter o bom desempenho da embalagem e quais são apenas de caráter estético? O valor agregado é mais alto ou mais baixo do que determinadas características do projeto?

Faça uma triagem dos pontos que podem ser aperfeiçoados ou totalmente eliminados. A partir disso, o investimento dos recursos financeiros poderá ser feito onde é viável. Mas, o que deve ser levado em conta? Considere os seguintes fatores:

  • há necessidade de manter uma caixa interna e outra externa?;
  • todas as informações impressas na embalagem são essenciais? É possível eliminar algumas?;
  • a embalagem requer uma janela de visualização ou uma simples foto já é suficiente?;
  • a impressão pode ser em preto e branco ou vale o custo de imprimir em cores?;
  • as informações podem ser impressas diretamente na caixa, dispensando rótulos?

Estes são apenas alguns exemplos de como é possível avaliar detalhes aparentemente sem importância, mas que somados à quantidade de produtos embalados, no final, podem fazer uma grande diferença no corte de custos.

Reduza o peso das embalagens

Quanto mais leve o material escolhido para embalar os produtos, melhor será para economizar nos custos de transporte, pois esse é um fator que agiliza o manuseio; no entanto, lembre-se de considerar o peso dimensional (volume). Leve em conta o espaço que o pacote ocupará em relação ao peso real.

O fato de tornar o produto mais leve, não significa que o envio ficará mais barato que os produtos mais pesados. O espaço ocupado também conta; então, fique atento a isso para não criar um problema ao tentar sanar outro.

Evite deixar as embalagens muito cheias

Embalagens cheias demais costumam abaular as laterais, criando dificuldades para empilhar os itens. Com isso, espaços maiores são invadidos pelo mesmo pacote; além disso, o conteúdo pode ser danificado. Vale mais a pena usar pacotes menores e melhor acondicionados.

Repense a quantidade de produtos

Se a sua intenção é manter um estoque mais clean, uma boa ideia é encomendar as embalagens em lotes menores. Com essa medida, você reduzirá os itens obsoletos ou excessivos, principalmente se a sua empresa tem planos de mudanças da marca ou dos projetos de design em curto prazo.

Algumas companhias aceitam encomendas em poucas quantidades, especialmente quando se trata de etiquetas e rótulos. A tecnologia digital facilita muito as coisas, e, hoje, as empresas disponibilizam encomendas de quantidades reduzidas desses itens, evitando desperdício. Essas ações também são válidas para tiragens promocionais ou edições limitadas do produto.

Evite a perda de espaço

Perder espaço no interior das embalagens é uma péssima ideia. Alguns arranjos deixam muitos vãos entre os itens, provocando distribuição de peso desigual, podendo danificar o produto e facilitar o desmoronamento durante o empilhamento.

Espaços são ainda mais bem aproveitados quando os volumes não contêm formas cônicas, hexagonais, cilíndricas e outras que dificultam a paletização e desperdiçam espaço.

Busque formas de compactar reduzindo o tamanho

Ainda no caminho da economia de espaço e compactação, reduzir o tamanho das embalagens é a melhor solução. É mais proveitoso calcular as dimensões e o peso necessários para embalar cada tipo de produto, uma vez que é desnecessário usar material pesado para um conteúdo leve, a não ser que o produto seja muito frágil. É possível ser cauteloso sem excessos.

Repense a embalagem do seu produto levando em conta o quanto se pode evitar em gastos com retrabalho, produtos danificados e devolução pelos clientes. Para tanto, considere alguns aspectos, como: dimensões da caixa interna e externa, configuração de empilhamento no palete, cartonagem necessária, configuração de carregamento dos contêineres e recipiente para esteiras, entre outros.

Opte pelo sustentável

Finalmente, estamos consolidando uma cultura bastante benéfica voltada para a sustentabilidade. A cada dia mais pessoas estão engajadas nesta causa e, por isso, dando preferência aos produtos com este conceito.

Aproveite e adote esta ideia nas suas embalagens, introduzindo facilidades para reúso. Além de ajudar a minimizar os impactos na natureza, você poderá usar materiais reciclados, que geralmente são mais baratos e oferecem muitas opções criativas e inovadoras.

Alguns países de primeiro mundo estão regulamentando critérios estritos sobre descarte de resíduos de produtos; portanto, siga essa tendência e antecipe-se na onda verde. Isso trará incontáveis benefícios para o bem-estar da sociedade e ainda será um diferencial importante para a sua marca.

Terceirize os serviços de manuseio e embalagem

Empresas acostumadas a fazer todo o trabalho de manuseio e embalagens podem oferecer alguma resistência na decisão de terceirizar esse serviço. No entanto, para as organizações que estão lançando um produto novo, ainda em fase de consideração, a terceirização é uma solução muito atraente e viável.

Contudo, é fundamental fazer a escolha do parceiro certo, com atributos específicos para realizar o trabalho. Só assim, você terá garantia de vantagens nessa empreitada. Os fatores ideais reunidos nessa parceria tornarão possível uma redução dos custos e aperfeiçoamento de embalagens.

tecnologia evolui muito rápido e novos conceitos surgem a fim de facilitar a vida das pessoas. Aposte nisso e procure sempre identificar e atualizar os seus projetos, criando, com isso, oportunidades de inovação e redução dos custos de embalagem sem prejudicar o desempenho da proteção e do transporte no intuito exclusivo de economizar. Lembre-se de que o maior objetivo de todo esse trabalho é levar com segurança o seu melhor produto até o cliente.

Gostou das dicas de como reduzir os custos de embalagem? Quer ter acesso a mais conteúdos como esse? Então, siga nosso perfil nas redes sociais! Estamos no FacebookTwitterInstagram e YouTube!

Mais Artigos Para Você

Doces para vender na Páscoa: 9 ideias que podem aumentar seus lucros

Se você é fã de chocolate, sabe que a Páscoa é um dos feriados mais aguardados do ano, não é …

Qual a diferença entre identidade e imagem da marca?

Criar uma marca significa reunir conceitos palpáveis e intangíveis. Ela é muito mais do que apenas um nome ou uma palheta de …

3 motivos para adotar embalagens personalizadas para alimentos

Você já pensou nas vantagens de adotar embalagens personalizadas para alimentos? Investindo nelas é possível fortalecer a sua marca, conservar e transportar …

Afinal, por que devo usar embalagem personalizada para ovo de Páscoa?

A embalagem personalizada para ovo de Páscoa é uma importante ferramenta de marketing para aumentar as vendas nessa época do ano. A …

7 dicas para escolher as embalagens para produtos frágeis

Um dos principais cuidados que os varejistas precisam ter com suas mercadorias é garantir que elas cheguem à casa dos …